Logo | MedGuideXP

Uso de bicarbonato na acidose respiratória e metabólica

O uso do bicarbonato na acidose metabólica sempre foi um tema cercado de controvérsia. Com o BICAR-ICU, ensaio clínico randomizado e multicêntrico publicado no The Lancet em 2018, passamos a ter indicação de uso do BIC.

No post de hoje, iremos falar melhor sobre BICAR-ICU e seus resultados. Continue acompanhando para saber mais!

Em que cenário?

  • O estudo avaliou a infusão de bicarbonato de sódio em pacientes graves com acidose metabólica com componente renal associado. 
  • Foram incluídos pacientes adultos internados em UTI com choque e acidose grave (pH ≤ 7,20, PaCO2 ≤ 45 mm Hg e bicarbonato sérico  ≤20 mmol / L). 
  • Pacientes sépticos com lesão renal aguda (Acute Kidney Injury Network score de 2 ou 3) e as características acima tiveram benefício com o uso do bicarbonato. Além da redução de mortalidade nesse grupo, a sobrevida e os dias livres de terapia de substituição renal foram maiores.

Limitação do estudo

  • O protocolo não usou o cálculo do déficit de base para fornecer uma quantidade sob medida para infusão de bicarbonato, sugerindo um volume de bicarbonato de sódio 4,2% de 125–250 ml por infusão.
  • Os resultados positivos obtidos foram num subgrupo de pacientes, o que os torna mais sujeitos a vieses. 
  • Mais estudos randomizados e multicêntricos devem ser feitos para investigar se a infusão de bicarbonato pode de fato melhorar os desfechos clínicos.

E na acidose respiratória? Usar bicarbonato?

  • Se, no contexto de uma acidose metabólica, ainda há controvérsias, na respiratória, não há evidências. Pacientes com SARA comumente apresentam hipercapnia como resultado da estratégia protetora.
  • O bicarbonato de sódio é quase sempre contraindicado, por causa do potencial de acidose paradoxal (intracelular). 
  • Uma exceção pode ocorrer nos casos de broncoespasmo grave, nos quais o bicarbonato pode melhorar a resposta da musculatura lisa dos brônquios aos agonistas beta. Outra situação em que se pode considerar o uso do BIC é no caso do paciente em ventilação protetora que mantém pH<7,15.
  • O estudo ARDSNET sugere o uso no caso de paciente com SARA que, após aumento da FR para 35 irpm e liberação de volume corrente para 7 a 8mL/kg, mantém a hipercapnia. 
  • Importante frisar que, embora haja tais sugestões de uso de BIC especificamente nesses cenários de acidose respiratória, não há evidências.

Gostou do conteúdo? Continue nos acompanhando e por aqui e pela nossas redes para sempre estar atualizado!


Post elaborado por:

Dr Luciano | MedGuideXP

DR. LUCIANO AZEVEDO

Médico formado pela Universidade Federal da Paraíba, com residência médica em medicina interna e medicina intensiva pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (1999). Doutor em ciências médicas pela Faculdade de Medicina da USP (2004).
Leia mais

Colaboração acadêmica

Dra. Karen M. Chequer

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Direitos reservados MedGuideXP - Desenvolvido por Surya MKT
Site atualizado em:
10:01 | 12/07/2024
Entre em contato