Logo | MedGuideXP

Fluidoterapia no paciente crítico | Parte II

Tipos de fluidos 

● Não existe consenso sobre qual fluido é o mais adequado para a ressuscitação volêmica. A escolha deve ser individualizada caso a caso, pois, cada um tem suas vantagens e desvantagens. Os principais são: 

Cristalóides: mais baratos e disponíveis. São soluções de baixo peso molecular. Não possuem pressão coloidosmótica e sua redistribuição dependerá da quantidade de sódio na solução. 

■ Solução fisiológica 0,9%: possui grande quantidade de cloro e pode causar acidose metabólica. 

■ Ringer Lactato: mais hipotônica que SF 0,9%, porém, sem cloro em sua composição. 

■ Plasma-Lyte: contém acetato. 

Colóides: mais caros e menos disponíveis. Possuem peso molecular maior e, com isso, pressão oncótica. Com isso, carecem de menor volume de infusão para atingir a ressuscitação e causam menos edema. 

■ Albumina: segura e tão eficaz quanto salina. Aproximadamente 100ml de albumina a 25% gera aumento de volume intravascular de 500ml 

■ Amidos sintéticos 

Hemoderivados: usado em choque hemorrágico

Lei de Frank-Starling: quanto maior a pré-carga, mais fibras cardíacas são distendidas e recrutadas e, consequentemente, maior é a contração cardíaca e o volume sistólico. Existe uma fase de rampa, na qual o volume administrado aumenta o DC, uma fase de platô, na qual não há mais aumento do VS e uma fase de queda, quando o volume é tão grande que desacopla as fibras e reduz a contratilidade do coração. 

● Existem diversas formas para se avaliar a volemia e a fluido responsividade de um paciente, mas, nenhuma destas deve ser analisada de forma isolada para definir conduta 

○ Exemplos de métodos de avaliação do estado volêmico: clínica, Pressão Venosa Central (PVC), Pressão de Oclusão da Artéria Pulmonar (POAP), Termodiluição via cateter de Swan-Ganz, Ecocardiograma à beira-leito, monitores de débito cardíaco (DC) 

○ Exemplos de métodos de avaliação da fluido responsividade: elevação passiva das pernas.


Post elaborado por:

Dr Yuri | MedGuideXP

DR. YURI ALBUQUERQUE

Médico formado pela Universidade Gama Filho no Rio de Janeiro, com residências em clínica médica pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (2015-2017), ano complementar em clínica médica (R3) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2017-2018) e Terapia Intensiva pela Universidade de São Paulo (2018-2020).
Leia mais

Colaboração acadêmica

João Wiltgen

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Direitos reservados MedGuideXP - Desenvolvido por Surya MKT
Site atualizado em:
10:01 | 12/07/2024
Entre em contato